Tempo de leitura: 3 minutos

A Interact Bridges recebeu na tarde desta segunda-feira (8) comitiva empresarial com representantes do Medical Valley da Alemanha, Prefeitura Municipal de Lajeado, Univates e lideranças empresariais locais para conhecer as tecnologias desenvolvidas na Interact para a área da saúde. Entre os presentes esteve Tobias Zobel, diretor-executivo do Cluster que está localizado na região metropolitana de Nurembergue, na Alemanha, e que tem como grande objetivo o fomento do desenvolvimento e comercialização de tecnologias e serviços inovadores para a medicina.

Junto de Zobel esteve prestigiando uma comitiva formada pelo Prefeito de Lajeado Marcelo Caumo, pelo Secretário do Desenvolvimento Econômico, Turismo e Agricultura de Lajeado André Bücker , pela Diretora de Inovação e Sustentabilidade da Univates Simone Stülp, pelo Diretor Excutivo da Atlas Brasil Calçados Andreas Prentki, pelo Assessor da Univates Albano Mayer, e pelo técnico formado na Alemanha Fabio Eidelwein.

O grupo esteve em visita ao Parque Tecnológico e Científico do Vale do Taquari – Tecnovates, e na oportunidade, conheceu a estrutura da Interact Bridges, Unidade de Pesquisa, Inovação e Internacionalização. Os visitantes foram recepcionados pelo diretor de Administração e Negócios, Fábio Frey, e pelo Diretor Operacional, Fernando Estrada, que apresentaram dados e projetos de atuação da empresa no segmento saúde.

A Medical Valley tem o propósito de estruturar 5 Clusters em diversos países, e no Brasil as regiões Metropolitana, Vale do Sinos e Vale do Taquari foram escolhidas no estado. Com o apoio do governo do Rio Grande do Sul, a iniciativa tem o objetivo de criar uma rede de colaboração e inovação para a saúde. Com a relação, o estado conta com a transferência de conhecimentos entre a iniciativa alemã para o fortalecimento do Cluster de Tecnologia para a Saúde – RS.

Comitiva conheceu a estrutura e projetos da Interact para a saúde

Sobre o Cluster de Tecnologia para a Saúde – RS

É um programa de desenvolvimento que reúne os principais agentes públicos e privados para atuar na produção de tecnologias de alto impacto na melhoria da saúde humana. O objetivo principal é inserir de modo competitivo o Rio Grande do Sul como fornecedor reconhecido nos mercados nacional e internacional.

Em julho do ano passado a Interact oficializou a adesão ao programa, passando a ser a 110ª instituição a integrar a entidade.

Comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.